Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notas à imprensa > 2019 > 11 > CMN institui nova linha de crédito, de até R$ 200 milhões, via BNDES, para empresas cerealistas

Economia

CMN institui nova linha de crédito, de até R$ 200 milhões, via BNDES, para empresas cerealistas

Nota à imprensa

Medida estava prevista no art. 43 da Medida Provisória nº 897, de 1º de outubro de 2019
por publicado: 27/11/2019 20h34 última modificação: 27/11/2019 20h40

O Conselho Monetário Nacional (CMN), instituiu, em reunião ordinária nesta quarta-feira (27), uma linha de crédito com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) destinada a empresas cerealistas. Os recursos são para o financiamento de investimentos em obras civis e na aquisição de máquinas e equipamentos necessários à construção de armazéns e à expansão da capacidade de armazenagem de grãos.
 
A medida estava prevista no art. 43 da Medida Provisória nº 897, de 1º de outubro de 2019, que autorizou a União a conceder subvenção econômica em benefício dessas empresas. Foi disponibilizado o montante de recursos de até R$ 200 milhões, com taxa de juros de 7,0% a.a. e prazo de reembolso de até 15 anos, incluídos até 3 anos de carência.