Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > 04 > Canpat: fiscalização aborda 50 caminhoneiros no Paraná

Economia

Canpat: fiscalização aborda 50 caminhoneiros no Paraná

Prevenção a acidentes

Ação realizada na BR-116 verificou condições de trabalho e alertou motoristas sobre a prevenção de acidentes
por publicado: 05/04/2019 10h00 última modificação: 05/04/2019 10h24

O Grupo Especial de Fiscalização do Trabalho em Transportes (Getrac) realizou nesta quinta-feira (4), em Campina Grande do Sul (PR), uma ação na qual foram abordados 50 motoristas de caminhão. O objetivo era verificar as condições de trabalho dos profissionais e alertar sobre a prevenção de acidentes nas estradas.

Durante a ação, foram encontradas irregularidades como falta de controle de jornada de trabalho, ausência de concessão de intervalos e pausas obrigatórias, omissão de registro em Carteira de Trabalho e indícios de fraude na concessão de Seguro-Desemprego.

A atividade faz parte do calendário de ações da Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Canpat), lançada na quarta-feira (3) pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

“Além de verificar as condições de trabalho dos motoristas, esta ação procura conscientizar estes profissionais sobre a importância da obediência aos limites de jornada, manutenção dos caminhões e condução segura como forma de prevenir acidentes”, esclarece o auditor-fiscal do Trabalho Jansen de Lima e Silva, que coordenou a fiscalização.

Segundo ele, a jornada de trabalho e as condições do equipamento, inclusive do caminhão, são fatores determinantes para a segurança do motorista e a prevenção de acidentes de trabalho neste setor. A operação ocorreu na Rodovia Regis Bitencourt (BR-116) e teve a participação do Grupo de Fiscalização de Transportes da Delegacia da Polícia Federal de Curitiba. O Paraná foi escolhido em virtude dos elevados índices de acidentes envolvendo esta categoria profissional no estado.

Canpat

A Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Canpat) deste ano tem como tema a “Gestão de Riscos Ocupacionais: o Brasil contra acidentes e doenças no trabalho”.

Nos últimos anos, o país vem registrando avanços nesta área. A taxa de incidência de acidentes caiu de 21,64 para cada mil trabalhadores, em 2009, para 13,74 por mil, em 2017. O mesmo ocorre com a taxa de mortalidade, que diminuiu de 7,55 por mil trabalhadores para 5,24 por mil no mesmo período.

O objetivo da Canpat é conscientizar a sociedade sobre a importância da prevenção de acidentes e doenças que atingem os trabalhadores. Segundo o secretário de Trabalho da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Dalcolmo, a campanha está focada em quatro grandes áreas: atuação preventiva; simplificação das Normas Regulamentadoras de Segurança e Saúde no Trabalho; otimização da atuação da fiscalização com tecnologia e reestruturação da Fundacentro, órgão fundamental na construção da cultura de prevenção e na garantia da segurança e saúde do trabalhador.