Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > 04 > Ministério anuncia medidas para retomada da produtividade e geração de emprego

Economia

Ministério anuncia medidas para retomada da produtividade e geração de emprego

100 Dias

Em seminário sobre 100 Dias de Governo, Secretário Especial Carlos Da Costa anunciou quatro novos planos estruturantes do Ministério da Economia
por publicado: 15/04/2019 17h19 última modificação: 16/04/2019 09h42

Simplifica; Brasil 4.0; Emprega +; e Pro-Mercados - estes foram os principais anúncios de Governo feitos pelo Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos Da Costa, durante o seminário “100 Dias de Governo”, promovido pelas revistas Veja e Exame na manhã desta segunda-feira (15), em São Paulo.

Da Costa listou os principais avanços do Governo, entre eles, o Sine Aberto - “o objetivo é tornar o programa um dos principais programas de recolocação do mundo”, a Câmara da Indústria 4.0 e as Mesas Executivas - “que irão acelerar a simplificação dos processos das empresas".

Além do que já foi implementado no período, o Secretário Especial anunciou “quatro planos estruturantes, que serão detalhados pelo Governo nas próximas semanas, e que devem elevar o Brasil no ranking do Fórum Econômico Mundial - em termos de produtividade - da 72ª posição para a 50ª posição nos próximos 3 anos”, afirmou.

São eles:

- Simplifica - com objetivo de desburocratizar ambientes de negócios, reduzir o custo Brasil e aumentar a competitividade das empresas. “Entre essas medidas está o Empresa Nasce Legal, que irá reduzir o tempo de abertura e de entrada em funcionamento das novas empresas”, comentou.

- Pro-mercados - com o objetivo de revisar regulações que impedem o desenvolvimento das empresas e, como consequência, a competição entre elas.

- Brasil 4.0 - com incentivo às startups, inovação tecnológica e digitalização de serviços e processos. 

- Emprega + - com a abertura dos dados do Sine e uso de inteligência artificial para acelerar o alinhamento entre candidatos e vagas no mercado de trabalho, identificando lacunas de capacitação e prevendo cenários que possibilitem o Governo a preparar profissionais para o futuro do mercado.