Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > 05 > Mobilização pelo Emprego e Produtividade é lançada em Minas Gerais

Economia

Mobilização pelo Emprego e Produtividade é lançada em Minas Gerais

Emprego

Iniciativa percorrerá o País para encontros com gestores públicos e empreendedores; resultados dos encontros subsidiarão novas políticas públicas
por publicado: 03/05/2019 14h00 última modificação: 07/05/2019 18h09

O Ministério da Economia, por meio da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, em parceria com o Sebrae, lançou, na manhã desta sexta-feira (03) em Belo Horizonte/MG, o programa de Mobilização pelo Emprego e Produtividade - série de encontros com empresários, instituições, governos estaduais e municipais, parlamentares e potenciais empreendedores com o objetivo de mapear entraves que impedem o aumento da produtividade, sejam legislações, impostos e até mesmo infraestrutura.

Na ocasião também foi lançado o webaplicativo #MobilizaBrasil, que irá reunir sugestões para melhoria do ambiente de negócios e geração de emprego e renda, em especial, das micro e pequenas empresas.

Participaram da solenidade de lançamento: o governador do Estado de Minas Gerais, Romeu Zema; o Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos Da Costa; o Secretário de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação, Caio Megale; o presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles; e o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, Flávio Roscoe.

Da Costa lançou oficialmente o Programa e destacou a importância do engajamento do setor privado e da sociedade para que as políticas públicas sejam elaboradas em consonância com as necessidades do mercado.

O Secretário Especial também enfatizou o papel das micro e pequenas empresas nesse contexto de retomada do crescimento: “o Sebrae é um grande parceiro, tanto na elaboração de ações, como na produção de uma cartilha de mobilização e orientação aos municípios. Temos que terminar com a burocracia para os pequenos negócios, simplificar as obrigações e criar um ambiente mais favorável”.

Já para Caio Megale, consolidar a RedeSim e promover a inovação tecnológica e de serviços serão premissas fundamentais do Programa.

Segundo o presidente do Sebrae, Carlos Melles, o momento agora é de destravar o país. Ele destaca que instituição vai cumprir um papel fundamental nas ações propostas no programa, que tem como objetivo desburocratizar o setor produtivo. “As propostas do governo vão ao encontro dos propósitos do Sebrae e, certamente, vão alavancar não apenas o empreendedorismo, mas o desenvolvimento do país e a geração de empregos”, ressaltou Melles. Ele explicou que o Sebrae está presente em todos estados do país, o que vai contribuir para o desenvolvimento das ações propostas no programa.

Vitrine em Minas Gerais

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, citou exemplos de burocracia que havia em seu estado e que travavam a administração e o crescimento do setor produtivo. “No exterior, três pessoas dão conta da fiscalização, no Brasil são 25”, observou o governador, avaliando que as ações propostas no programa do governo federal ajudarão a destravar as amarras que impedem melhorias no ambiente de negócios. “Minas está sendo uma vitrine e o programa tem todo nosso apoio. Temos urgência em pagar essa dívida social”, ressaltou.

O evento contou com as presenças de parlamentares, prefeitos mineiros, secretários de estado e representantes do setor produtivo, como o empresário da Construção Civil, Deodomiro Diniz, que elogiou o programa. “Isso soa como uma música em nossos ouvidos”, observou o empresário, se referindo às ações propostas. “Achei excelente, pois o Estado brasileiro se tornou improdutivo”. Também estiveram presentes ao lançamento, o diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick e o diretor de administração e finanças, Eduardo Diogo. O encontro foi encerrado com uma visita à fábrica da Fiat, em Betim, seguido de um almoço com parlamentares mineiros.