Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > 06 > Dois terços das estatais federais devem ser reduzidas em quatro anos

Economia

Dois terços das estatais federais devem ser reduzidas em quatro anos

Desestatização

Valor arrecadado com as vendas poderá ser usado na redução da dívida pública
por publicado: 14/06/2019 14h17 última modificação: 14/06/2019 16h13

O secretário especial de Desestatização e Desinvestimento do Ministério da Economia, Salim Mattar, afirmou nesta sexta-feira (14/6) que nos próximos quatro anos o número de empresas estatais deverá ser reduzido em pelo menos dois terços. O Brasil tem 134 companhias de controle da União.

“Nossa missão é reduzir o gigantismo estatal que é obeso, lento, burocrático e oneroso para o pagador de impostos, sufocando o cidadão e a iniciativa privada”, declarou em palestra no Conexão Empresarial, em Nova Lima (MG)

O secretário disse que a modelagem para a desestatização das empresas estatais está em estudo. “Em quatro anos devemos reduzir o número de estatais. Elas deverão ser fechadas, fundidas, vendidas”, afirmou.

Mattar mostrou ainda que, além das empresas estatais, o país detém mais de 750 mil imóveis. De acordo com ele, o valor obtido com a venda desses ativos (estatais e imóveis) pode ser usado para o abatimento da dívida pública federal, que atualmente é de cerca de R$ 3,8 trilhões.

“Nós vamos reduzir a dívida através da venda de ativos. Tenham confiança. Vai haver muita mudança positiva no Brasil. Vamos reduzir o gigantismo do estado”, finalizou.