Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > 08 > Portal Gov.br vai reunir serviços do Poder Executivo em um único canal

Economia

Portal Gov.br vai reunir serviços do Poder Executivo em um único canal

TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

Cerca de 1,6 mil sites oficiais irão migrar para a nova plataforma; serão oferecidos mais de mil serviços até 2020
por publicado: 22/08/2019 19h28 última modificação: 22/08/2019 19h29

Para facilitar o acesso do cidadão brasileiro aos serviços públicos, o governo federal apresentou, nesta quinta-feira (22/8), em cerimônia no Palácio do Planalto, o portal gov.br, plataforma que vai reunir o conteúdo dos sites do Poder Executivo em um único canal.

Até o momento, já foram migrados para a nova ferramenta o Portal de Serviços, o do Planalto e o do Governo do Brasil. Juntos, os três sites recebiam cerca de 13 milhões de visitantes por mês. Até o fim de 2020, 1,6 mil sites da administração federal farão parte do gov.br e serão oferecidos mais de mil serviços digitalizados.

Durante a cerimônia de apresentação, o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel, destacou que o processo de transformação digital é uma conquista da sociedade.

“A transformação abrange mais de 300 serviços públicos já em 2019. Eram ofertados em formato presencial e ao passarem para o formato digital trazem uma economia para toda a sociedade em torno de R$ 1 bilhão”, explicou o secretário. “São mais de 60 milhões de horas que eram consumidos por burocracia e que o cidadão brasileiro poderá utilizar para trabalhar, produzir, estar com sua família”.

O comentário tem por base o fato de que somente com os serviços já ofertados em 2019, cerca de 12,5 milhões de atendimentos anuais deixam de ser presenciais em agências de órgãos públicos.

Aplicativos

A unificação de canais também vai englobar os aplicativos móveis. Em junho deste ano foi criada a conta única gov.br na loja Google Play, que já conta com 41 aplicativos migrados, entre eles a Carteira Digital de Trânsito, o Sinesp Cidadão (Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública) e o Enem. 

O gov.br chega com um catálogo de mais de 3 mil serviços públicos ofertados e quase 50% deles já disponíveis no formato digital. O projeto atende ao Decreto 9.756/2019​, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro em evento dos 100 dias de governo.

Entre os serviços digitalizados destacam-se os do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que permitem, por exemplo, a apresentação de recursos em processos e a solicitação de aposentadorias pela internet, com a concessão automática dos benefícios.

Outro serviço é o acesso ao simulador de aposentadoria que aponta a previsão de renda futura. De todos os 96 serviços oferecidos pela autarquia, 90 já são ofertados de forma digital.

Manutenção centralizada

Na nova plataforma, cada órgão continuará a ter a sua página institucional, com autonomia de gestão. A manutenção e o desenvolvimento, porém, serão centralizados, o que deve gerar para os cofres públicos uma economia de R$ 100 milhões ao ano.

O Ministério da Economia espera, ainda, que sejam poupados mais de R$ 6 bilhões por ano com o processo de transformação digital dos serviços públicos, sendo, aproximadamente, R$ 3 bilhões economizados pelo governo e outros R$ 3 bilhões pela sociedade brasileira.

“A transformação digital é feita a partir do olhar do cidadão”, comenta o secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro. “É ele, o cidadão, quem diz onde devemos aplicar a tecnologia e como. Por isso, o brasileiro está no centro dessa estratégia”.

Em caso de dúvidas sobre o portal, acesse a página de perguntas e respostas

 (22/08/2019)  - Lançamento Pátria Digital - Dia D da Transformação