Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > 10 > Na OCDE, secretário destaca medidas para elevar produtividade e emprego no país

Economia

Na OCDE, secretário destaca medidas para elevar produtividade e emprego no país

Reformas

De acordo com Carlos Da Costa, organização ofereceu dados para o governo implementar estratégias dentro da realidade brasileira
por publicado: 16/10/2019 18h37 última modificação: 17/10/2019 09h30

O secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Da Costa, participou nos últimos dias, em Paris, de diversos eventos promovidos pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Entre eles, o Comitê de Política Econômica (WP1), o Fórum Global de Produtividade (GFP), o Comitê de Indústria, Inovação e Empreendedorismo (CIIE) e o Grupo de Trabalho sobre Pequenas e Médias Empresas e Empreendedorismo (WPSMEE).

Como parte da agenda de trabalho, o secretário especial participou de uma reunião de alto nível com a representante da OCDE no G20, Gabriela Ramos, e diretores da instituição. “Alinhamos várias iniciativas de atuação em conjunto para apoiar o Brasil nas reformas que estamos conduzindo para elevar produtividade, emprego e renda", afirmou o secretário especial.

De acordo com Carlos Da Costa, as pesquisas, recomendações e dados da organização estarão disponíveis para que o governo brasileiro possa agilizar o desenho e a implementação das estratégias mais efetivas para a realidade do nosso país.

Avaliação internacional

Nesta quarta-feira (16/10), durante a sessão do Grupo de Trabalho sobre Pequenas e Médias Empresas e Empreendedorismo (WPSMEE), o secretário especial discutiu a primeira versão do “Country Review of SME and Entrepreneurship Policies” do Brasil. É uma das primeiras avaliações internacionais sobre ações do atual governo.

"Ficamos felizes com a ênfase positiva que está sendo dada em programas que começamos a implementar nos últimos meses, como o Emprega Mais, o Brasil Mais Produtivo 4.0 (B+P 4.0), além do alinhamento com o Sebrae e da estratégia traçada para os próximos anos", avaliou Da Costa.

No Fórum Global de Produtividade da OCDE, o secretário destacou as reformas estruturais que o atual governo está implementando no Brasil; debateu o papel dos intangíveis – ativos que agregam valor à empresa, como marca, propriedade intelectual e outros – para a dinâmica dos mercados; e conheceu detalhes da pesquisa da OCDE sobre o lado humano da produtividade. "Neste caso, ficou acertado que o Brasil será uma prioridade do estudo, com as ações que iremos implementar no novo Brasil Mais Produtivo 4.0", informou.

O secretário se reuniu também com embaixadores dos países membros da OCDE para apresentar a estratégia do Brasil para a área econômica, com ênfase nas ações direcionadas ao aumento da produtividade. "Obtivemos reconhecimento para os importantes avanços que estamos implementando no caminho da prosperidade", concluiu o secretário.