Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > 11 > Grupo de Monitoramento Macroeconômico do Mercosul promove debate em Brasília

Economia

Grupo de Monitoramento Macroeconômico do Mercosul promove debate em Brasília

Internacional

Técnicos de cinco países analisam temas como integração regional e coordenação econômica
por publicado: 13/11/2019 07h25 última modificação: 13/11/2019 10h26

Integração regional, coordenação econômica, desafios e fatores de estímulo comuns às economias do Mercosul são temas que estão sendo debatidos nesta semana nos dias 12 e 13 de novembro em Brasília, na reunião do “Grupo de Monitoramento Macroeconômico do Mercosul e Estados Associados (GMM) “. Essa reunião antecede a cúpula de ministros de Economia e presidentes de Bancos Centrais, marcada para 4 de dezembro em Bento Gonçalves (RS).

Participam da reunião do GMM representantes de Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Bolívia (esta última em caráter de estado em processo de adesão). A reunião ocorre sob a presidência pro tempore brasileira, vigente neste segundo semestre de 2019.

O grupo está discutindo estudos técnicos elaborados neste semestre, a partir da demanda dos respectivos ministros de economia e presidentes de bancos centrais dos países participantes. Além disso, estão sendo analisadas as respectivas conjunturas econômicas e procedimentos de harmonização de estatísticas econômicas entre os países.

Sobre o GMM
O GMM foi formalmente criado em 29 de junho de 2000, pelo Conselho do Mercado Comum (CMC), no âmbito da Reunião de Ministros de Economia e Fazenda e Presidentes de Bancos Centrais realizada na cidade de Buenos Aires (Decisão CMC 30/2000).

O GMM funciona como espaço de diálogo sobre diferentes temas macroeconômicos considerados relevantes para avançar na coordenação de políticas e no consequente aprofundamento da integração econômica