Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > 11 > Pequenos empreendedores vão alavancar crescimento do país, aponta Carlos Da Costa

Economia

Pequenos empreendedores vão alavancar crescimento do país, aponta Carlos Da Costa

PRODUTIVIDADE

Secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade reforça em SP compromisso com simplificação do ambiente de negócios
por publicado: 12/11/2019 21h15 última modificação: 12/11/2019 21h15

 

A maior parte do crescimento econômico do Brasil virá dos pequenos empreendedores, apontou o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Da Costa, ao participar de almoço-palestra realizado pelo Lide - Grupo de Líderes Empresariais nesta segunda-feira (11/11), em São Paulo.

“Temos absoluta convicção de que a maior parte do crescimento, como já está acontecendo hoje, virá de pequenos empreendedores no Brasil”, disse o secretário especial. Ele destacou que o governo está implantando mudanças para simplificar o ambiente de negócios, capacitar as empresas, melhorar as condições de acesso ao crédito privado e inserir os pequenos empreendedores brasileiros em cadeias produtivas globais.

Custo Brasil

Carlos Da Costa destacou que o governo está totalmente dedicado a reduzir o “Custo Brasil” e, dentro dessa meta, o programa Simplifica está lançando medidas para desburocratizar o cotidiano do setor produtivo. Um desafio que está sendo enfrentado neste momento é o de calcular o valor do Custo Brasil, tarefa que está sendo realizada por especialistas e pelo Movimento Brasil Competitivo.

“Posso adiantar que esse custo é de mais de R$ 1 trilhão. Os valores exatos ainda estão sendo apurados. Este trabalho será o nosso grande guia. São 12 dimensões e uma metodologia muito sólida. Nós temos os componentes do custo Brasil e uma plataforma para ouvir o setor privado e um ciclo de melhoria contínua, para sempre”, afirmou o secretário.  “Assim que ajustarmos esse sistema, vamos implementar a primeira lei geral de competitividade do mundo”, assegurou.

Startups

Outro projeto importante citado por Carlos Da Costa foi o novo marco legal das startups, resultado de um processo de debate que contou com a participação de mais de 700 pessoas e que reuniu mais de 2 mil comentários. “Vamos tornar o Brasil o melhor país para startups do mundo”, ressaltou.