Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > 11 > Tesouro anuncia resultado da emissão de papéis no exterior

Economia

Tesouro anuncia resultado da emissão de papéis no exterior

Títulos públicos

O novo bônus, Global 2050, tem valor aproximado de US$ 2,5 bilhões e juros de 4,75% ao ano
por publicado: 04/11/2019 18h00 última modificação: 05/11/2019 17h33

O Tesouro Nacional informa o resultado da operação de emissão de títulos no exterior, combinada com gerenciamento de passivo externo, realizada nesta segunda-feira (4/11). O novo bônus da República, denominado GLOBAL 2050, foi emitido no valor aproximado de US$2,5 bilhões. O título, com vencimento em 14 de janeiro de 2050, foi emitido com cupom de juros de 4,75% ao ano.

Os cupons serão pagos nos dias 14 de janeiro e 14 de julho de cada ano. A emissão foi colocada ao preço de 97,441% do seu valor de face, resultando em uma taxa de retorno para o investidor de 4,914% a.a., que corresponde a um spread de 265 pontos-base acima da Treasury (título do Tesouro americano de referência) de prazo similar.

O Tesouro Nacional também fez a reabertura (nova emissão) do atual benchmark de 10 anos, denominado GLOBAL 2029, com vencimento em 30 de maio de 2029, no valor de US$ 500 milhões. Este título tem cupom de juros de 4,500% a.a., pago nos dias 30 de novembro e 30 de maio de cada ano. A emissão foi colocada ao preço de 105,364% do seu valor de face, resultando em uma taxa de retorno para o investidor de 3,809% a.a., que corresponde a um spread de 203 pontos-base acima da Treasury de referência.

Com o objetivo de gerenciar o passivo externo, cerca de US$ 1 bilhão dos recursos captados com a emissão do Global 2050 foi usado na recompra de títulos emitidos anteriormente e submetidos nesta operação. Como a operação encontra-se ainda em andamento, a lista com os montantes dos títulos recomprados será divulgada posteriormente. A operação foi liderada pelos bancos BNP Paribas, Citibank e Goldman Sachs & Co e sua liquidação financeira ocorrerá em 14 de novembro de 2019.