Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > 09 > Modernização trabalhista brasileira é destaque em reunião do BRICS

Economia

Modernização trabalhista brasileira é destaque em reunião do BRICS

Cooperação internacional

“O Brasil já deu início às mudanças necessárias para a geração de empregos”, destacou o secretário do Trabalho, Bruno Dalcolmo
por publicado: 16/09/2019 20h01 última modificação: 16/09/2019 20h01

16/09/2019 - Abertura do evento Brics Brasil 2019

O secretário de Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Dalcolmo afirmou nesta segunda-feira (16/9), no primeiro dia de atividades do Grupo de Trabalho sobre Emprego do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), que o Brasil está realizando atualmente uma grande força-tarefa para estimular o mercado de trabalho e gerar mais empregos.

No encontro, que acontece até quarta-feira (18/9), em Brasília, Dalcolmo destacou que ações conduzidas pelo governo como a atualização das regras que regulam o universo trabalhista nacional e a tramitação da Nova Previdência, tem como objetivo melhorar o ambiente de negócios e o mercado de trabalho do país, gerando resultados positivos para trabalhadores e empregadores.

“O Brasil já deu início às mudanças necessárias para a geração de empregos. O governo está alterando leis e propondo novos marcos regulatórios, fizemos a modernização das leis trabalhistas para incorporar novas modalidades do trabalho e estamos aprimorando o sistema previdenciário”, pontuou Dalcolmo.

Os debates realizados nesta segunda-feira no encontro foram focados na necessidade global de capacitar e qualificar os trabalhadores para desafios modernos, como a intensa inserção da tecnologia nos sistemas produtivos. A especialista em relações do trabalho Ana Maria Fidélis, que participou do encontro representando a Confederação Nacional da Indústria (CNI), ressaltou que a automação, big data, inteligência artificial, simulações, computação, já são realidade em todo mundo. “Empregos estão sendo substituídos por outros que exigem mais criatividade, capacidade cognitiva e flexibilidade e há postos que não estão sendo aproveitados por falta de mão de obra capacitada”, comentou Fidélis. 

O presidente da Fundacentro, Felipe Portela, defendeu o compartilhamento de experiências e pesquisas na área do Trabalho entre os países do BRICS “Ciência do trabalho não é algo específico de um país; é algo que pode ser compartilhando entre todos, poupando esforços e trazendo maior eficiência”, destacou Portela.

Agenda

A 2ª Reunião do Grupo de Trabalho Sobre Emprego do BRICS será realizada até a próxima quarta-feira (18/9), em atividades coordenadas pelo secretário do Trabalho, Bruno Dalcolmo. Logo em seguida, na quinta e sexta-feira (19 e 20), ocorrerá a 5ª Reunião de Ministros do Trabalho e Emprego do BRICS, com a condução do secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho. Todos esses debates ocorrem em Brasília.